terça-feira, 15 de abril de 2014

Piada É Muita Sacanagem Parte V





Piada É Muita Sacanagem Parte V

Ai vai a descrição de uma situação triste. Um estudante ia passando em frente a uma loja, e acabou por comprar um par de luvas para sua namorada. Pediu a balconista para embrulhar e foi pagar, deixando o embrulho junto com outro igual, só que neste ultimo, havia um par de calcinhas. Acabou que o embrulho foi trocado e o estudante o enviou junto com uma carta que dizia assim:
Meu amor: Sei que hoje não e seu aniversario, mas passei em frente a uma loja e resolvi comprar-lhe este presente, mesmo sabendo que você não costuma usar, mas eram muito bonitas. Não sei se e do seu tamanho nem se você gosta da cor, mas a balconista experimentou na minha frente e eu gostei muito. Ficaram um pouco larguinhas na frente e dos lados, mas assim as  amos entram com maior facilidade alem de deixar os dedos mais livres para se movimentarem, fazendo também com que fique mais fácil de tira-las. A balconista mandou lembrar que ponha um talquinho quando tira-las a fim de evitar o mau cheiro. Meu amor, gostaria muito que as usasse, pois elas cobrirão o que lhe pedirei algum dia. Um grande beijo aonde vai usa-las.



O cara entrou no trem, e correu pra janela e gritou para o casal que o acompanhara:
 -Tchau, Paulo! Adorei o fim de semana! A tua mulher é ótima de cama, muito boa mesmo! Intrigado, o passageiro ao lado não conteve a curiosidade.
-Desculpe. Não me leve a mal, mas o senhor disse mesmo pro cara ali que a mulher dele era... boa de cama? E o outro confessou baixinho:
-Sabe como e... Ela ate que e bem ruizinha, mas eu não quis ofender o Paulo.




Era noitinha. o cara tranquilo mijando no praça central da cidade. nisso chega o guarda e diz:
- o fulano, aí não pode mijar não!
- o mijador responde:
-eu não to mijando não. guarda:
-e o que é isto aí na sua mão, seu engracadinho!
-ahhhh, isso aqui, seu guarda, é uma luneta. responde o mijador. guarda:
-luneta? olha aqui, meu rapaz, eu conheço uma infinidade de nomes pra esse negocio aí, mas luneta, eu tenho certeza que esse negocio ai' não é.
-pois eu posso provar pro senhor que isto é uma luneta então prove, seu espertalhão
-se eu falar o senhor não acredita, mas é só eu começar a enfiar isso no rabo dos outros, eles veem estrelas...



Um homem gordo viu um anuncio no jornal oferecendo um tratamento revolucionário para acabar com os quilos a mais. Ele foi na hora ate a clinica. La foi informado que haviam dois métodos, um custava R$ 100,00 e outro R$ 1000,00. Ele pediu o mais barato, só para experimentar. O gordo foi levado a um vestiário, onde mandaram-no despir-se. Depois disseram para ele subir numa balança, depois de pesado fizeram-no entrar em uma porta. Achou-se dentro de uma sala espaçosa, de repente abre-se uma porta no outro lado da sala e sai um mulherão, toda nua, que disse para ele:
- Se me pegar sou sua!
- e começou a correr. O gordo não perdeu tempo, abriu atrás do avião. Correu, correu, mas não conseguiu alcança-la, e depois de uma meia hora abriu-se uma porta e mulher entrou fechando-a. Então abriram outra porta e recolheram o gordo, já com os bofes de fora, e o colocaram sobre uma balança, emagreceu três quilos em meia hora! O gordo ficou todo alegre, e pensou, se o mais barato tinha um mulherão daquele, o mais caro deve ser uma loucura, um monte de mulheres lindas, ai fica mais fácil eu pegar uma! Depois de uma semana, o gordo se preparou e foi lá na clinica, pagou a grana sem pestanejar, fez o mesmo ritual de pesagem e despiu-se e entrou todo feliz no salão. A porta abriu-se e ao invés de sair uma mulher, saiu um negão que parecia um guarda-roupa, nu da silva e armado, e disse pro gordo:
- SE EU TE PEGAR, TE COMO!